top of page
  • Foto do escritorboasementenet

Vereadores de Silva Jardim devem votar destituição do presidente por quebra de decoro parlamentar


Juninho Peruca acusa colega de “formação de quadrilha” e pode ser destituído do cargo.


Os vereadores de Silva Jardim devem até dia 9 de maio votar se destituem o presidente da Casa, Luiz Evandro de Macedo Barros Júnior, o Juninho Peruca, por quebra de decoro parlamentar. Ele é acusado por práticas de “condutos incompatíveis com o cargo”. Peruca além de se envolver em discussões com os colegas, acusou a vereadora Andréia Xavier de “formação de quadrilha”. Em discussões no plenário, o presidente nega o direito de respostas dos colegas “cortando o microfone” e impedindo o direito do contraditório.


A decisão pela votação da destituição foi proferida pelo desembargador Eduardo Gusmão Alves de Brito Neto, proferida na quinta-feira passada (24/4), em acolhimento ao mandado de segurança impetrado pelo vereador Fabricio Azevedo Lima Campos. Esse pedido foi protocolado no legislativo em 26 de outubro de 2023, mas Juninho Peruca, dificulta sua tramitação, ao não apresenta-la em plenário.


O desembargador em sua sentença decidiu “O caminhar dos acontecimentos revela a artificial obstrução do processo, com a intolerável tese de que o representado (Juninho Peruca) pode até mesmo impedir o recebimento da representação acumulando as funções de réu e juiz, em lugar da Câmara, a quem o Regimento Interno confere a tarefa”. Com isso, nos próximos dias o atual presidente pode ser destituído do cargo.


Comments


bottom of page