top of page

Luta pela valorização da enfermagem marca solenidade na Câmara


Encontro teve representantes de conselhos da categoria

Maio é considerado o Mês da Enfermagem. Com o objetivo de fortalecer a luta pela valorização da categoria, a Câmara dos Vereadores realizou, no final da tarde de terça-feira (31), uma solenidade para entrega de honrarias aos profissionais que se destacaram na luta contra a Covid-19 em Macaé. O evento foi solicitado por Iza Vicente (Rede) e Reginaldo do Hospital (Podemos).

Representantes do Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Rio de Janeiro, do Conselho Regional de Enfermagem (Coren-RJ) e da Associação Brasileira de Enfermagem (Aben-RJ), além do secretário de Saúde, Alexandre Cruz, e da coordenadora geral do Setor de Enfermagem da prefeitura, Nathalia Antunes, também estiveram presentes.

Iza defendeu a luta pela implementação do piso nacional para os enfermeiros. “Estava no Congresso Nacional no dia em que o projeto foi aprovado por ampla maioria. Há anos, a categoria busca por esse direito e a mobilização deve continuar até que o governo federal sancione.”

Presidente da Comissão da Saúde, Reginaldo relembrou momentos marcantes da pandemia. “Estivemos em uma CTI lotada. Enquanto isso, o prefeito lutava para conseguir kits de intubação. Nos unimos em busca de mais vacinas porque a cidade estava recebendo doses abaixo da média. Depois de longos meses, Macaé chegou ao menor índice de mortalidade do estado”, disse o parlamentar, que tem 22 anos de trabalho no suporte da área ortopédica.



Reconhecimento

Cesinha abriu a entrega de honrarias com um agradecimento a todos os enfermeiros que atuam na cidade. “A palavra que podemos usar para definir o dia de hoje é gratidão. Vocês dedicam suas vidas pelo bem estar da sociedade e merecem um piso justo.”

Nos momentos de pico da pandemia, Nathalia Antunes lembrou que o setor de Covid chegou a atender mais de 300 pacientes em menos de 24 horas, sendo 52 intubados. “Fora tudo isso, ainda lutamos contra fakenews sobre as vacinas. Foram momentos difíceis e só quem estava na linha de frente sabe o que passou. Mais do que nunca, é preciso defender o SUS e a ciência”, acrescentou.

A profissional ainda pediu apoio para que os enfermeiros tenham melhores condições de trabalho. “Muitos passaram a ter depressão e crises de ansiedade, por exemplo. É importante saber que o piso nacional foi aprovado, mas o projeto estava parado há 30 anos. Há muito a ser construído para que a gente tenha uma jornada de trabalho e uma remuneração dignos”, enfatizou.

A sessão solene está disponível na íntegra:

Posts recentes

Ver tudo

CONCESSÃO DE LICENÇA

PREFEITURA DE CASIMIRO DE ABREU CNPJ N° 29.115.458/0001-78 A Prefeitura Municipal de Casimiro de Abreu através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, torna público que

Comments


bottom of page